Festividade 2015 – Shows

Programação de shows - Festividade 2015

Henrique Cazes Quarteto

hc_quarteto_site Desde 1990 Henrique Cazes tem realizado com seu Quarteto formado atualmente pelo violonista João Camarero, o contrabaixista Omar Cavalheiro e o percussionista Beto Cazes, um trabalho de renovação da linguagem do Choro. Henrique Cazes (Henrique Leal Cazes, Rio de Janeiro 1959) Começou a tocar violão com seis anos de idade e gradativamente foi incorporando o cavaquinho, o bandolim, o violão tenor, o banjo, a viola caipira e a guitarra elétrica, sempre como autodidata. Estreou profissionalmente em 1976 com o Conjunto Coisas Nossas, especialista na obra de Noel Rosa.

Alfredo Del Penho

alfredo_del_pinho_site Um dos grandes talentos da geração revelada pelo renascimento musical da Lapa na nos últimos anos, Alfredo Del Penho se divide em várias atividades tocando violão e viola caipira, compondo, cantando e representando. Se destacou em musicais como “Sassaricando”, “É com esse que eu vou”, Ópera do Malandro” e “Gonzagão, a lenda”. Prestes a lançar seu primeiro disco, todo de composições próprias, Del Penho vai interpretar um repertório que prova que a modinha fez a travessia do século XIX ao XXI, e continua viva na música do Brasil. Dia 16 de Junho - Terça-feira 14h às 15h30 Show - Teatro Odylo Costa, filho. "XIX-XXI A MPB imortal: Modinha & Choro" Grupo: HENRIQUE CAZES QUARTETO Participação: ALFREDO DEL PENHO

Seresta Moderna

seresta_moderna_festividade_site O grupo seresta moderna fez sua primeira apresentação em 2003, com o espetáculo “A HISTÓRIA DA MPB DE 1916 AOS DIAS DE HOJE” no Teatro Gláucio Gil. Liderado pelo músico, cantor e compositor “João Francisco Neves”, juntamente com a cantora Juli Mariano e a compositora-jornalista Flavia Ventura. A princípio seria uma simples apresentação, mas transformou-se em temporada de enorme sucesso no Rio de Janeiro. Depois disso, o grupo pegou a estrada e viajou pelo país fazendo shows em diversas capitais e cidades do interior.

Luiz Dionizio

luiza_dionizio_festividade_site Imperiana de fé, Luiza Dionizio nasceu no dia de Nossa Senhora da Conceição, no subúrbio da Vila da Penha. Em 1999, fez sua primeira gravação no CD Independente "Conexão Carioca". Uma coletânea, do baião ao blues, com compositores e intérpretes sem oportunidades nas grandes gravadoras. A faixa " Da cor do seu batom" de Milton Sivans, na voz de Luiza, teve destaque e rendeu elogiosos comentários na Revista Música Brasileira. Dia 17 de junho - Quarta-feira 14h às 15h30 Show - Teatro Odylo Costa, filho. “Homenagem a Roberto Carlos” Grupo: SERESTA MODERNA Participação: LUIZA DIONIZIO

Mulheres em Pixinguinha

Numa abordagem diferenciada e em trio, Neti Szpilman, Daniela Spielmann e Sheila Zagury proporcionam através de uma visão feminina e uma homenagem mais que merecida a um dos grandes mestres da nossa música popular: Pixinguinha. Elas criam uma atmosfera mágica em torno dos chorinhos, das polcas e valsas que permeiam a sua obra.

Clarice Magalhães

clarice_festividade_site Em 1996 fez um curso de pandeiro com o percussionista Marcos Suzano e desde então não parou de tocar. Ao se envolver com o samba e o choro frequentando rodas que se multiplicavam pelo Rio de Janeiro, Clarice lapidou sua forma de acompanhar regionais dos gêneros cariocas. Dia 18 de junho - Quinta-feira 14h às 15h30 Show - Teatro Odylo Costa, filho. “Homenagem a Pixinguinha” Grupo: MULHERES EM PIXINGUINHA Participações: NETI SZPILMAN e CLARICE MAGALHÃES

LiberTango

libertango_festividade_site O grupo LiberTango mantém vivo o legado do argentino Astor Piazzolla em terras brasileiras há 19 anos e é a prova do profundo diálogo musical entre os dois maiores países da América do Sul. Baseado no Rio de Janeiro, o trio é formado pela pianista Estela Caldi e por dois de seus filhos, Alexandre Caldi (saxofones e flautas) e Marcelo Caldi (acordeom). Além do novo álbum, "Tangos hermanos", possui outros três discos gravados: “LiberTango – a música de Astor Piazzolla” (Delira, 2005), “Cierra tus ojos y escucha” (Delira, 2007) e “Porteño” (Delira, 2010).

Nina Wirtti e  Grazie Wirtti

nina_wirtti_grazie_wirtti_site O show Tango Brasil é uma celebração ao encontro musical de Buenos Aires com o Rio de Janeiro, reunindo, num único espetáculo, as influências do tango argentino e do choro brasileiro, rumo a uma linguagem universal e contemporânea, de sotaque latino-americano. A apresentação reúne as cantoras gaúchas e irmãs Grazie Wirtti e Nina Wirtti, que passeiam por sucessos do cancioneiro tradicional portenho, como “Por una cabeza” e “Mi Buenos Aires querido” (ambas de Carlos Gardel e Alfredo le Pera), e por releituras tangueadas do repertório brasileiro dos anos 1940, como “Nunca” (Lupicínio Rodrigues) e “Saia do caminho” (Custódo Mesquita e Evaldo Ruy). Dia 19 de junho - Sexta-feira 14h às 15h30 Show - Teatro Odylo Costa, filho. “Tango Brasil” Grupo: LIBERTANGO Participações: GRAZIE WIRTTI e NINA WIRTTI

Deixe seu comentário