Festividade Festival da Terceira Idade Oficinas Artísticas 2014

MarcaFestividade-2014

Oficinas Artísticas: Teatro Odylo Costa, filho

Mulheres Ciganas Suas Trovas & Poesias - Todos Somos Irmãos e Filhos da Mãe Natureza.

mulheres-ciganas-web
Mulheres Ciganas Suas Trovas & Poesias
Dia 06/05 – 14h às 15h – Teatro Odylo Costa Filho - UERJ Coordenação: Theca de Castro Essa Oficina Artística tem como objetivo trabalhar a memória, os movimentos e a comunicação entre os idosos, por meio de uma apresentação de dança que mostra as trovas, uma característica da música do povo cigano com os seus movimentos livres, e a beleza dos seus trajes com o variado de suas cores; ou sendo um espetáculo que enaltecerá os costumes da cultura cigana e as riquezas oferecidas pela mãe natureza.

Dança de Salão – Mulheres Guerreiras, Boleros e outras Danças

danca-de-salao-danilea-nistra
Dança de Salão na Terceira Idade
Dia 07/05 – 14h às 15h – Teatro Odylo Costa Filho - UERJ Coordenação: Bailarina e Coreógrafa: Daniela Nistra Oficina de Dança de Salão da UNATI/UERJ, Coordenada pela Professora de Dança, Bailarina e Coreógrafa Daniela Nistra. A Proposta da Oficina no FESTIVIDADE é demonstrar as habilidades dos alunos da terceira idade em diversos níveis performáticos. Teremos apresentações de Coreografias de Dança de Salão- Bolero, Coreografias de Danças populares e folclóricas- Mulheres Guerreiras e Futebol- em homenagem a Copa do Mundo, Performance de Geni Dias e Rose - Interpretando grandes números musicais com dublagem e expressividade corporal. Os Alunos dançarão Charme- onde demonstram toda a vitalidade que a terceira idade tem, e nos despedimos com uma grande festa de carnaval!

Biodanza na Terceira Idade – A Dança dos Quatro Animais e o Carnaval Carioquê na Biodanza

Dia 08/05 – 14h às 15h – Teatro Odylo Costa Filho - UERJ Coordenação: Neila dos Santos Essa Oficina Artística tem como objetivo trabalhar o corpo, a mente, a sexualidade, a criatividade, afetividade e transcendência desenvolvendo assim as potencialidades humanas; ou sendo um espetáculo baseado em vivências individuais e em grupo através da dança, música, canto e exercício de comunicação que evocarão a força do Tigre, da Serpente, do Hipopótamo e da Garça como elementos da cultura popular carioca.

Deixe seu comentário